HomeCulturaBloco Piquinzada de Vespasiano promove oficinas e se prepara para o Carnaval 2020
Piquinzada Vespasiano capa

Bloco Piquinzada de Vespasiano promove oficinas e se prepara para o Carnaval 2020

O bloco mais amado de Vespasiano vai começar a esquentar os tamborins para o Carnaval 2020. Com a premissa: “Amor pelo que faz e te faz feliz”, o bloco pré-carnavalesco Piquinzada de Vespasiano vem ganhando espaço e notoriedade por todo vetor norte.

Leia também: É amanhã (5/09) a grande inauguração do Rancho do Caixote, o novo Point de Lagoa Santa

Leia também: Confira as fotos da 6ª Assanta Feijoada de Lagoa Santa; música, gastronomia e gente bonita
Mc Locações Lagoa Santa
O melhor preço de Lagoa Santa em equipamentos para sua obra e aluguel de caçambas.

Criado em 2017, o bloco homenageia o saudoso Piquim, pessoa que contribuiu por mais de 40 anos para a cultura vespasianense.

Nos últimos três anos a Piquinzada vem ganhando espaço no entretenimento em todo vetor norte durante o período pré-carnavalesco, e já se prepara para sua grande festa, que acontecerá no dia 08 de fevereiro de 2020.

Piquinzada de Vespasiano
Centenas de pessoas são “puxadas” pela Bateria Piquinzada.

Eclético como o carnaval, o bloco oferecerá ainda esse ano oficinas de caixa e tamborim, ministrada pelo percussionista Chell Carvalho, vespasianense autodidata que desde os 16 anos desenvolveu aptidão por instrumentos musicais.

Atualmente, Chell é integrante do grupo de samba Borabatucar e ritmista destaque da Bateria Piquinzada.

Chell Carvalho.

Também será promovida a oficina “Música do Corpo”, realizada pela cantora, percussionista e fonoaudióloga Raquel Coutinho, com um notório reconhecimento na cena artística brasileira.

Adm Lagoa Santa
A mais completa de Lagoa Santa!!!

A Piquinzada de Vespasiano tomou grandes proporções, alcançando a participação de moradores do município e região.

Seu objetivo é agregar foliões e manter viva essa tradição popular com ações voltadas para pessoas de todas as idades, mantendo um ambiente familiar e alegre.

Raquel Coutinho, artista “multifacetas” vai ministrar uma das oficinas.

A organização informa que estão abertas as inscrições para todos que queiram participar da bateria Piquinzada e traz uma programação de conhecimento, sonoridade, diversão, arte e muitas surpresas a todos.

Confira a programação das oficinas do Bloco Piquinzada de Vespasiano

Oficina de Tamborim e Caixa (malacacheta)

Período: Setembro a Outubro/2019

Publico alvo: Todos interessados em participar da bateria Piquinzada

Ministrante: Chell Carvalho

Informações: (31) 9 7308-4065

dentista em lagoa santa
Estamos atrás da Igreja Matriz, no entorno da Praça do Liliu. Faça seu orçamento conosco, sem compromisso!
Oficina Música do Corpo:

Proporciona através da música e ritmo, um trabalho de desenvolvimento da respiração, expressão vocal, coordenação motora e percepção espacial, expandindo atenção, raciocínio, memória, equilíbrio, tônus, foco e postura corporal.

A oficina resgata o que há de mais puro em nossas raízes, os sons primais. Além disso, leva a cultura e o conhecimento, através das atividades musicais e motoras, desenvolvendo a comunicação e a criatividade.

Período: 09 a 10/10/2019

Hora: 19h a 21h

Local: Escola Aquarela Mágica (Rua Francisco Lima, 128, Centro, Vespasiano-MG)

Informações: (31) 9 7308-4065
Raquel Coutinho: – Som do corpo, batuque, dança e voz, tudo integrado soando…

Essa é a busca de Raquel Coutinho, que vem se dedicando a pesquisa da rítmica corporal desde 2003.

Cantora, percussionista e fonoaudióloga, têm dois discos lançados, Olho D’ água (2009) e Mineral (2015). Estudou com Fernando Barba (Barbatuques), Lucas Ciavata criador do método do “O Passo”, com Jongui (produtor e baterista) Ney Doxosse (candomblé), Bill Lucas (percussionista) e com Santiago Reither, professor e percussionista Cubano.

Além do seu trabalho autoral, Raquel, também integrou o trio de Tambores de Maurício Tizumba por 15 anos.

Como percussionista, se dedicou mais ao estudo da rítmica corporal e dos instrumentos típicos do Congado Mineiro como o Tambor de Folia, pandeiro, patangome e gungas, instrumentos que se tocam dançando e cantando.

A oficina “Música do Corpo” é a integração de todos esses elementos, corpo, voz, ritmo, dança, até brotar a música no corpo.

O projeto teve início em 2003 quando, a convite do Banco Mercantil do Brasil, convidou Raquel Coutinho para realizar esse trabalho em onze cidades do interior de Minas, atendendo aos educadores e alunos das redes de ensino fundamental.

Desde então a Oficina Música do Corpo não parou, já participou de diversos festivais como o “Festival de Inverno de Mariana”, “Festival de Arte de Serrinha”-Bragança Paulista e Oficinas e Workshops para o Galpão Cine Horto- MG, ministrou a Oficina Música do Corpo no curso profissionalizante para atores, da “Companhia de Teatro Contemporâneo”, no Rio de Janeiro e na escola de profissionalização circense -” Crescer e Viver “ também no Rio de Janeiro onde morou por 10 anos.

Atualmente, Raquel Coutinho é coordenadora artística da ONG Associação Querubins, onde desenvolve junto com educadores um trabalho de rítmica corporal e escuta sensível.

Raquel Coutinho também ministrou a Oficina Música do Corpo na Áustria “Festival Color of Percussion”.

Por Felipe Cruz

Compartilhar com:
Classifique este artigo
Sem Comentários

Comente

})(jQuery)