HomeDestaque 1CPI em Lagoa Santa – Vereadores vão investigar supostas irregularidades envolvendo o Executivo
Cpi em lagoa santa

CPI em Lagoa Santa – Vereadores vão investigar supostas irregularidades envolvendo o Executivo

Foi instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI em Lagoa Santa, pela Câmara Municipal no último dia 27/02. Essa comissão vai investigar:

“supostas irregularidades envolvendo a contratação de empresa especializada no fornecimento de solução tecnológica, para a implantação do sistema de operação e gestão do setor de Fiscalização da Prefeitura de Lagoa Santa.” 

 

Leia também: Cadastre sua empresa no Vetor Norte Comercial – o maior guia de negócios do vetor norte e região – empresas, comércios, prestadores de serviços

 

Leia também: Vereador apresenta PL que pode evitar endividamento de Lagoa Santa em até R$ 16 milhões

Mc Locações Lagoa Santa

O melhor preço de Lagoa Santa em equipamentos para sua obra e aluguel de caçambas.

Uma grave denúncia foi feita por um fiscal concursado da prefeitura, alegando que “foram efetuados pagamentos nos valores de R$ 78.000,00 por um sistema que não funciona, sem falar no aluguel de tablets por quase R$ 600 reais cada”.

A Câmara Municipal de Lagoa Santa publicou em seu site oficial uma matéria falando sobre a abertura da CPI em Lagoa Santa e detalhando a denúncia. CPI dos Tablets.

Breno Salomão Lagoa Santa

Documento parte da denúncia.

Confira:

Ao final da reunião, uma denúncia protocolada no dia 26/02, envolvendo o setor de fiscalização da prefeitura, foi lida pelo presidente da casa, vereador Leandro Cândido (PV).

O teor do documento aponta várias irregularidades em relação ao setor e conduta de trabalho dos fiscais.  O denunciante, Fabrício Batista, fiscal da prefeitura há anos, mesmo temendo retaliação, disse que alguns absurdos têm acontecido no setor e isso tem inviabilizado o trabalho dos fiscais.

Dentre alguns pontos, ele destacou o decreto que tira a autonomia dos fiscais. Fabrício explicou que agora as demandas só podem ser fiscalizadas se houver ordem do chefe superior.

E para piorar a situação, eles não podem fazer as autuações (sem autorização), pois, podem ser punidos com a invalidação da pontuação no mês correspondente ao trabalho. Essa nova regra, implica diretamente na gratificação por produtividade, que seria concedida aos fiscais.

Breno Salomão vice prefeito Lagoa Santa

Documento parte da denúncia. Cristiane Salomão pode ter ligação direta com o vice-prefeito. CPI vai investigar.

Segundo Fabrício, o fato deles não terem mais autonomia de fazer as autuações sem autorização do superior é uma forma de controle de gestão.

Outro ponto que ele destacou, foi a contratação de uma empresa de tecnologia para instalação do sistema de gestão no setor de fiscalização. De acordo com ele, facilitaria muito o trabalho esta implantação, no entanto, o sistema que seria inserido, até o momento, está inoperante.

dentista em lagoa santa

Estamos atrás da Igreja Matriz, no entorno da Praça do Liliu. Faça seu orçamento conosco, sem compromisso!

Ainda de acordo com a denúncia, foram efetuados pagamentos nos valores de R$ 78.000,00 sem que o sistema estivesse funcionando.  Além de aluguéis mensais de 15 tablets, no valor total de R$ 8.730,00 (oito mil, setecentos e trinta reais) e quatro impressoras no valor de R$ 454,00 cada.

Tais equipamentos, nunca foram utilizados, porque para isso, os fiscais precisam do sistema funcionando.

Toda a execução de tarefas está vinculada a este sistema de gestão, como por exemplo, o fato da autuação só ter validade se lançada pelo chefe superior neste sistema, de acordo com o artigo 31, do decreto do Executivo. Diante disso, o fiscal ressaltou:

“Eu não posso fazer nada, tudo é no sistema.”

Breno Salomão vice prefeito Lagoa Santa

Documento parte da denúncia.

Além do mais, vários quesitos exigidos pelos fiscais para a empresa, antes de criar o sistema, não haviam sido cumpridos.

 

E acordo com o contrato celebrado, caso não houvesse cumprimento de todas as exigências no prazo de 90 dias, seria chamado o segundo colocado para execução do trabalho, mas isso também não foi feito.

Adm crédito Lagoa Santa

Empréstimo consignado e todo tipo de seguro.

Diante dos fatos apresentados, um terço da casa, optou pela apuração e investigação. Então, foi instaurada uma CPI em Lagoa Santa, tendo a seguinte composição:

Presidente: vereador prof. Fabiano Moreira (PSB);

 

Relator: vereador Artileu Bonfim (SD);

 

Secretário: Rafael Lemes (PSC);

 

Os vereadores Dr. Neil Armstrong (PPS) e Aline Aires (PMDB), também são integrantes da comissão.

 

Cpi em Lagoa Santa

CPI que apura supostas irregularidades envolvendo membros do Executivo.

Sobre possíveis retaliações, o presidente da casa disse:

“Se houver alguma retaliação por parte do Executivo, peço em nome da Casa, que você retorne aqui, para que nós tomemos também, providência em relação a isso.

 

Eu sei como funciona, mas alguns insistem em dizer que sou oposição. Eu sou oposição a tudo aquilo que é contra o povo, não contra o governo. Tenho muito desconforto de como eles tratam os funcionários e o povo da nossa cidade”, afirmou o vereador Leandro Cândido.

Finaliza a matéria da Ass. de Com. da Câmara Municipal de Lagoa Santa

CPI em Lagoa Santa – Tablets continuam sem funcionar

Um fiscal gravou um vídeo na última sexta-feira (16/03), tentando ligar o tablet alugado pela secretaria de desenvolvimento urbano. De acordo com ele:

“R$ 572,00 reais todo mês jogado no lixo”.

De acordo com membros da Comissão Parlamentar, os seguintes servidores serão investigados:

Prefeito Municipal – Rogério César de Matos Avelar (PPS)

Secretário de desenvolvimento urbano – Breno Salomão Gomes (PPS)

Presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura de Lagoa Santa;

Pregoeiros que participaram do Pregão;

Advogado que deu os pareceres no processo.

A Comissão tem o prazo de 90 dias para apresentar o resultado da investigação.

Cpi prefeitura lagoa santa

CPI em Lagoa Santa – Vereador Leandro Cândido nas ruas

O vereador e presidente da Câmara, Leandro Cândido, esteve nas ruas na última sexta-feira (1/03), em frente a secretaria do vice-prefeito, Breno Salomão, com carro de som apresentando essa denúncia à população.

Dezenas de pessoas pararam para ouvir atentamente as palavras de Leandro, que apresentou e mostrou toda a denúncia sobre possíveis irregularidades.

Assista ao vídeo.

As denúncias se agravam. Uma das sócias da empresa, Cristiane Salomão, que será investigada, pode ter ligação direta com o vice-prefeito de Lagoa Santa, Breno Salomão Gomes.

O vereador e presidente da Câmara, Leandro Cândido, também ressaltou essa suspeita durante entrevista ao jornal Folha de Minas Gerais. Ele falou sobre a CPI em Lagoa Santa e sobre o empréstimo de R$ 16 milhões que o Executivo deseja contrair junto ao Banco do Brasil.

Da redação!

Formado em Jornalismo pelo Uni-BH, especializado em Marketing Político e Mídias Digitais. Ceo do Vetor Norte Notícias e diretor de conteúdo.
“Cerque-se de pessoas que querem ver você crescer!”

Contato: (31) 99659-0015

Compartilhar com:
Classifique este artigo
Sem Comentários

Comente

})(jQuery)