HomeDestaque 1TJMG lança programa de combate à corrupção

TJMG lança programa de combate à corrupção

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais -TJMG, em um ato de pioneirismo, tornou-se, na última segunda-feira (10/02), a primeira Corte estadual do País a lançar uma iniciativa voltada, exclusivamente, ao combate à corrupção e fraudes – Programa de Integridade.

Leia também: Aplicativo MotoMais chega à Lagoa Santa para revolucionar corridas de Mototáxi; conheça

Leia também: Suspeitos de tentativa de Homicídio em Vespasiano trocam tiros com a PM; um suspeito ferido
Mc Locações Lagoa Santa
O melhor preço de Lagoa Santa em equipamentos para sua obra e aluguel de caçambas.

Para marcar o lançamento da iniciativa, de caráter histórico, foi realizada uma solenidade no auditório do Tribunal Pleno, na capital, reunindo a direção do Judiciário mineiro e inúmeros desembargadores, juízes e servidores da Casa, além de membros dos demais Poderes.

O Programa de Integridade consiste em um conjunto de ações para prevenção, detecção e remediação de práticas de corrupção, fraudes, irregularidades e desvios éticos e de conduta.

“O TJMG incorpora hoje uma nova cultura de gestão. Com 297 comarcas, um orçamento superior a R$ 7 bilhões e o impulso a programas robustos, como a implantação do processo eletrônico (PJe) em todas as comarcas e a construção de fóruns no interior.

Destacamos também a elaboração de contornos gerenciais para que eles se desenvolvam sem desvios se tornam indispensáveis”, ressaltou o presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais.

Plenário lotado para companhar o lançamento do Programa.

Ao discursar sobre o lançamento do Programa de Integridade do TJMG, o presidente destacou que, para construir um arcabouço de proteção ao dinheiro público, foi lançada uma ação participativa e colaborativa de um grupo de trabalho, capaz de oferecer a todos uma gestão equilibrada, justa e ética, que é a obrigação de todo gestor público.

“As ações previstas no programa são aparentemente simples e de viés técnico, mas terão grande repercussão na vida dos cidadãos. Por meio delas, iremos praticamente fechar as portas aos desvios e desperdícios.

Dessa forma, conseguiremos baratear os custos. Com isso, garantimos mais recursos para novos investimentos nas áreas meio e fim no Tribunal, possibilitando o aprimoramento da jurisdição e, consequentemente, garantindo a oferta da justiça mais célere e eficaz que é nossa obrigação”, registrou o presidente.

Presidente Nelson Missias de Morais assina portarias que instituem código, políticas e manuais do Programa de Integridade.

Durante a cerimônia, foram assinadas as portarias que instituem o Código de Conduta, a Política de Gestão de Riscos, o Manual de Gestão de Riscos, a Política de Integridade das Contratações, a Política de Integridade para Ingresso de Servidores e o Manual do Processo Administrativo de Responsabilização.

O superintendente de Planejamento Administrativo e Gestão de Bens, Serviços e Patrimônio, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira Filho, que esteve à frente dos trabalhos para a elaboração do Programa de Integridade, comentou que foram 20 meses de trabalho árduo para elaboração e aprimoramento das medidas de proteção ao patrimônio público.

“Trata-se de uma iniciativa pioneira, já que o TJMG foi o primeiro a lançar luzes sobre o tema.

Tal fato nos coloca na vanguarda entre os tribunais nacionais, incluindo o Superior Tribunal de Justiça e o próprio Supremo Tribunal Federal, no tocante à criação de boas práticas de governança e valorização da ética e da integridade”, reforçou o desembargador.

dentista em lagoa santa
Estamos atrás da Igreja Matriz, no entorno da Praça do Liliu. Faça seu orçamento conosco, sem compromisso!

Como acentuou, vários obstáculos foram superados. Em razão da complexidade do assunto, houve inúmeras rodadas de reuniões e debates, num esforço concentrado para entrega dos produtos gerados.

O superintendente administrativo adjunto do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, destacou o fato de o trabalho ter sido todo realizado no Tribunal, já que não havia paradigmas para inspiração.

O magistrado também comentou que a sociedade não admite mais falhas no serviço público.

O Programa de Integridade é um sistema de controle que faz com que todas as atividades no TJMG sejam marcadas pela ética e transparência.

“A sociedade tem um sistema de contratação com terceiros, de posse de servidores, de relacionamento de fornecedores com o Tribunal filtrado neste programa. Isso facilita, dá mais ética e transparência a essas transações”, disse o superintendente administrativo adjunto.

Foi também apresentado ao público um vídeo institucional sobre o Programa de Integridade. A professora Tatiana Camarão, assessora técnica do TJMG, apresentou as ações desenvolvidas para a iniciativa.

De acordo com a professora, os principais pilares do Programa de Integridade são o código de conduta, análise de riscos e canal de denúncias.

“Código de Conduta é a política mãe do Programa de Integridade, já que ele orienta a atuação dos servidores, dos agentes públicos da casa”.

Ela ressaltou a importância dos treinamentos para que todos, não só conheçam o teor dos documentos, mas saibam que são responsáveis pelos seus atos.

Tatiana Camarão destacou a importância da política de integridade das contratações que estabelece princípios éticos nas negociações com os fornecedores e prestadores de serviço.

A professora e assessora técnica do TJMG Tatiana Camarão apresentou um vídeo e apresentou os pilares do programa.

Outro ponto de destaque, segundo ela, é o lançamento do canal unificado – Fale com o TJMG — que dá mais segurança e traz indicadores mais precisos, além de retorno mais efetivo para o manifestante/cidadão.

Mecanismos e políticas – TJMG

O código de conduta criado pelo programa orienta todos os colaboradores quanto às regras a serem seguidas no ambiente de trabalho, com ética e em conformidade com o interesse público.

No documento, constam temas como conflitos de interesse, patrimônio, brindes e presentes, informação à imprensa e comportamento nas redes sociais, segurança da informação e acesso a sistemas eletrônico e prevenção a atos de corrupção.

Desembargadores Gilson Lemes e José Arthur de Carvalho Pereira Filho, com a assessora Tatiana Camarão, a juíza auxiliar da presidência, Rosimere das Graças Couto e demais colaboradores.

A partir desse código de conduta, foi elaborada a política de integridade das contratações, de modo a assegurar negociações públicas pautada nos valores do Tribunal mineiro e a política de integridade no ingresso de servidores.

Por Felipe Cruz, com colaboração da Ascom TJMG.

Compartilhar com:
Classifique este artigo
Sem Comentários

Comente

})(jQuery)