HomeLagoa SantaPrefeitura de Lagoa Santa apresenta projeto “ousado” de revitalização da Lagoa Central

Prefeitura de Lagoa Santa apresenta projeto “ousado” de revitalização da Lagoa Central

Um projeto ousado e não menos viável pode estar prestes a sair do papel no decorrer dos próximos anos da gestão Rogério Avelar e Breno Salomão, ambos do PPS. Foi apresentado hoje (24) pela secretaria municipal de desenvolvimento urbano uma proposta de revitalização que é o sonho de todo lagoassantense de coração.

Lagoa da Pampulha é liberada para esportes náuticos, enquanto isso, em Lagoa Santa…

 

O projeto passa pela recuperação da qualidade da água da lagoa através de uma parceria com a UFMG. O Iate Tênis clube deverá ser revitalizado e modernizado. A construção de um Deck e de uma área de lazer também estão no projeto.

Em nota, a Prefeitura Municipal não apresenta valores e nem prazos para a execução. Ao que tudo indica, esse deverá ser o “legado” que será deixado por essa administração. Esse projeto ainda não passa de um sonho

Confira o que diz a Prefeitura.

O principal cartão postal da cidade, a Lagoa Central, vai ganhar um novo visual com a implantação de novos equipamentos, a revitalização do Iate, a reconstrução de passeios e a criação de mais áreas destinadas ao lazer e descanso da população.

Desenvolvido pelos arquitetos e engenheiros da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, o projeto que está em fase de finalização privilegia a utilização de traços modernos e inovadores que vão se harmonizar com os principais aspectos históricos da cidade.

Uma vasta pesquisa sobre os costumes dos frequentadores, a história local e materiais utilizados na construção tanto da orla, quanto do Iate foi realizada pela equipe que elaborou o projeto arquitetônico de revitalização.

Água da lagoa

O ponto de partida do projeto será a proposição de um convênio a ser firmado entre a Prefeitura, UFMG e demais órgãos ambientais para o tratamento e recuperação da qualidade da água da lagoa central, bem como a manutenção das espécies de aves e peixes do local.

Em seguida, a atenção será voltada para as áreas localizadas em sua bacia e projetos que vão diminuir o lançamento de detritos para dentro lagoa. O projeto também prevê a manutenção da fauna e flora originária do local e o trabalho de conscientização de todos que frequentam a orla.

  

Por fim, serão instalados em toda a orla equipamentos para o lazer e descanso dos frequentadores.

Deck

Partindo do encontro da Av. Getúlio Vargas com a Rua Josefina Viana, até o vertedouro, o deck será como uma linha do tempo onde o visitante ao percorrê-lo, irá se deparar com inúmeras ambientações onde obras de arte e intervenções urbanas vão resgatar os momentos históricos mais importantes da cidade de Lagoa Santa.

Iate renovado

Por mais de vinte anos abandonado e inutilizado, o Iate foi reformado e novamente entregue à população no ano de 2010 com novo projeto paisagístico, uma ampla área de lazer, academia ao ar livre e com dois parquinhos infantis. Porém, sem a devida manutenção, a construção praticamente voltou ao estado que se encontrava antes de sua primeira reforma.

Agora, com o projeto de revitalização, o objetivo é retomar a vocação do Iate Clube como ponto turístico da cidade fazendo com que ele volte a ser referência para aqueles que frequentam a orla da lagoa. Futuramente o local também abrigará um espaço destina às artes e a cultura da cidade.

Nova área de lazer

A construção que antigamente era utilizada pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) foi transferida ao município que vai fazer do local outra área de convivência destinada ao público.

Por Felipe Cruz

Fullys
Compartilhar com:
Classifique este artigo

Formado em Jornalismo pelo Uni-BH, especializado em Marketing Político e Mídias Digitais. Ceo do Vetor Norte Notícias e editor-chefe do Portal. "Acredite nos seus sonhos e vá em busca de realizá-lo". Obrigado pela confiança no Vetor Norte Notícias! Faça contato conosco - 3681-6467.

jrfelipecruz@gmail.com

Comentários
  • Alguém poderia me explicar como qual será a destinação final dos efluentes gerados por estes empreendimentos? A rede de esgoto não passa rente à margem da lagoa e sim do outro lado. Se foi pensada a solução para este caso, a ideia é muito boa!

    24 de março de 2017

Comente