HomeEconomiaOs olhos da cara! Por que a gasolina em Lagoa Santa é uma das mais caras do Vetor Norte?

Os olhos da cara! Por que a gasolina em Lagoa Santa é uma das mais caras do Vetor Norte?

Nossa reportagem fez um levantamento em algumas cidades da região e descobriu onde o preço da gasolina é mais caro

Lagoa Santa é uma das cidades mais charmosas da região metropolitana de Belo Horizonte – RMBH, inegavelmente. Mas para receber esse título o custo de vida precisa ser tão caro assim, a começar pelos combustíveis?

Quanto pesa no seu orçamento mensal abastecer seu carro? Cem, duzentos, trezentos, mil reais…? Infelizmente, essa é a dura realidade do brasileiro, que por não ter serviços de transporte público de qualidade, precisa se deslocar de carro todos os dias para o trabalho, escola ou lazer.

Mesmo após a Petrobrás anunciar a redução nas refinarias do preço dos combustíveisem todo país no último dia 14, em torno de 2,7% no preço do Diesel e de 3,2% no da gasolina, dificilmente, ela será sentida no bolso, principalmente para motoristas de cidades menores, como as do Vetor Norte.

Percorrendo alguns postos na semana passada (14 a 18/11), entre Contagem, BH, Santa Luzia, Vespasiano, Pedro Leopoldo, São José da Lapa e Lagoa Santa, e ficou constatado que os lagoassantenses pagam o valor mais caro pelo litro da gasolina e do álcool, veja o comparativo.

tabela

O morador de Lagoa Santa e servidor público da Prefeitura de Belo Horizonte, André Luiz, gasta, em média, R$350,00 por mês com gasolina. Sem fugir da sua rota diária, ele abastecendo seu carro, um Gol G7 1.0, com gasolina em um posto de BH, ele conseguirá abastecer aproximadamente 100 litros. Já se ele abastecer o mesmo valor em um posto de Lagoa Santa a conta já cai para 92 litros de gasolina. Um carro como o de André anda em média 14km por litro, multiplicado pelos 8 litros abastecendo em BH, ele anda a mais 112km todos os meses.

“Aqui em Lagoa Santa é desse jeito, tudo mais caro, a começar pela gasolina, passando pelo pão de sal, e por aí vai. Nós que precisamos do carro todos os dias pela falta de um transporte público de qualidade, sentimos no bolso esse peso todos os meses”, desabafa André.

anuncio-quadrado

Publicidade

Vale ressaltar que três postos de combustíveis em Lagoa Santa são de um único grupo, e cada um deles localizado em um ponto da cidade: bairro Santos Dumont, de bandeira Shell; em frente à rodoviária, de bandeira BR; e um no Centro, de bandeira Ale. Coincidência ou não, nos três postos, os preços dos combustíveis são idênticos.

O que provoca a ira de alguns motoristas que procuraram nossa equipe é a possível formação de cartel na cidade. Dos 7 postos existentes em Lagoa Santa, cinco possuem os preços praticamente idênticos.

“Está na cara que Lagoa Santa tem algo estranho. Como pode postos com bandeiras diferentes aplicarem os mesmos preços para o consumidor final? Nos pedem para prestigiar o comércio local, mas está cada vez mais difícil abastecer o carro na cidade. Abasteço aqui somente quando o carro está na reserva e vou para outra cidade”,ressalta a comerciante Rose Reis.

anuncio-quadrado

Publicidade

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu um inquérito em outubro de 2014 para apurar a possível formação de cartel em Lagoa Santa. A promotora responsável pelo caso é a Dra. Janaíni Brandão, ex-promotora de Lagoa Santa.

Os taxistas de Lagoa Santa passam maus bocados com os preços dos combustíveis na cidade. Um deles, que não quis se identificar, afirmou que sempre querem dar preferência para os postos da cidade, mas chegou em um ponto que ficou inviável abastecer os carros aqui.

 

“Se fosse um preço mais em conta, vários taxistas iam dar preferência para abastecer em nossa cidade. Aqui é só mesmo quando o combustível está na reserva, ai vamos pra BH ou cidades vizinhas onde o preço é mais em conta”, comenta o taxista.

pedro-leopoldo-3

Posto em frente à rodoviária de Pedro Leopoldo. (Foto: Felipe Barros / Vetor Norte Notícias)

Enquanto nada acontece, os motoristas de Lagoa Santa continuarão pagando pelo combustível mais caro entre as cidades visitadas por nossa reportagem. Tentamos contato com o Grupo Rubão, proprietário de três dos sete postos da cidade, a fim de que esclarecer algumas dúvidas dos consumidores. Porém, o grupo não retornou nossos contatos.

E você, o que acha dessa prática de preços aplicada em Lagoa Santa? Envie seu comentário e sua denúncia.

Por Felipe Cruz 

Formado em Jornalismo pelo Uni-BH, especializado em Marketing Político e Mídias Digitais. Ceo do Vetor Norte Notícias e editor-chefe do Portal.
“Acredite nos seus sonhos e vá em busca de realizá-lo”.

Obrigado pela confiança no Vetor Norte Notícias! Faça contato conosco – 3681-6467.

Fullys
Compartilhar com:
Classifique este artigo
Comentários
  • Pagamos por preço muito alto de combustível, os comércios também não ficam pra trás, como que nos consumidores podem dar a preferência ao comércio de Lagoa Santa. O
    custo de vida aqui é muito caro.

    6 de dezembro de 2016

Comente